Beira, sofala, Mocambique, mozambique, idai, ciclone, cyclone, ciclone idai, cyclone idai, africa, catastrophe, catastrofe, Buzi, chibabava, machanga, esmabama, missions, missão, missões

🇬🇧 Mozambique, a paradise hit by destruction // 🇵🇹 Moçambique, um paraíso atingido pela destruição

🇬🇧 This week is not a post about travelling. Today is a post about a place that was our home for years and is still one place where we can call home in our hearts: Mozambique. Beira and the Province of Sofala was simply destroyed and flooded in the last days after the Cyclone Idai spread nothing but destruction for more than 6 hours with winds achieving 230km/h. We already received some descriptions of friends that were able to leave the destructed area, these descriptions make us lose the ground and fear for all those who are still there. The winds blew up everything in its path and even the small animals were taken to an uncertain part or lie now spiked in trees. The roofs made of plates were like daggers that entered the houses, hurting everything they encountered on the way. Entire villages with houses and people have completely disappeared.

Unfortunately, heavy rains and winds are still in the forecast at least until next Thursday (21st March) so there is a risk the situation can get even more catastrophic. Neighboring countries are also being affected by torrential rains and opening up their own dams will bring even more flood to Sofala. The president of Mozambique already reported he believes the number of deaths in Mozambique could have exceeded already 1.000.

We have no words for what happened, our hearts are broken and our minds have been constantly in Mozambique since this tragedy. Communications are almost inexistent, so there are still no news from many friends. Families are desperate trying to get some news from their relatives.

Urgent aid is needed. The situation in the interior of Sofala (districts of Búzi, Chibabava and Machanga) where I also worked with “Associação Esmabama” is also of desolation. Rivers took over of all the crops (practically the only means of subsistence of the populations), roads disappeared, other roads are of difficult access, there are destroyed and left roofless houses and huts, students from the Missions sleep under the trees that are still standing, trees were ripped, there is severe food urgency among families, surrounding communities are completely flooded, people are drinking water from the rivers that are extremely dirty and where are bodies floating, the risk of cholera is extreme, just to mention to mention a few situations.

To all those who may have contacts or possibly meet someone to trigger help, please forward.
It is impossible to describe the situation that really is felt in Mozambique. It’s a catastrophe. Sofala Province needs urgent help, every minute counts!

For all of those wanting to help around the world, there are these 3 ways I am aware of so far:

  • Associação ESMABAMA:

From an NGO partner of Esmabama, Uniamo Le Mani, it is already possible to channel funds to the poor districts of Búzi, Chibabava and Machanga, drastically affected by this catastrophe and destruction caused by the Cyclone Idai.
Uniamo Le Mani is receiving and channeling these funds to Mozambique. Esmabama works directly with the needy populations. My husband and I have worked with this NGO, Esmabama, and can assure you that they are dedicated and tireless to the needs of these communities. Details for donation are bellow. Every little bit helps.

Titular/ Account Holder/ Titolare: Uniamo Le Mani – Onlus
Conta/ Bank Account/ Numero: 0105428357
IBAN: IT40W0200801060000105428357
Banco/ Bank/ Banca: Unicredit
Agência/ Branch/ Agenzia: Piazza Rebaudengo 6 – Torino – Italy
SWIFT: UNCRITM1AF0
Motivo/ Purpose/ Causale: Esmabama Emergency Relief – Mozambique

Today we leave you some amazing photos of the wonderful country Mozambique is, in particular Beira region, but today all is destroyed and flooded…

🇵🇹 Moçambique, um paraíso atingido pela destruição

🇵🇹 A publicação desta semana não se centra em viagens. A publicação de hoje é sobre um lugar que foi a nossa casa durante anos e é ainda um dos lugares a que podemos chamar casa nos nossos corações: Moçambique. A cidade da Beira e a Província de Sofala foram simplesmente destruídas e inundadas nos últimos dias, depois do Ciclone Idai espalhar nada mais do que destruição por mais de 6 horas com ventos que atingiram os 230 km/h. Recebemos já relatos de amigos que conseguiram sair da zona de destruição, estes relatos fazem-nos perder o chão e temer por todos aqueles que ainda estão por lá. Os ventos arrancaram tudo à sua passagem e até mesmo os animais de pequeno porte foram levados para parte incerta ou jazem agora espetados em árvores. Os telhados feitos de chapas eram como punhais que entravam pelas casas ferindo tudo o que encontravam no caminho. Aldeias inteiras com casas e pessoas desapareceram completamente.

Infelizmente, as chuvas e ventos fortes continuam na previsão meteorológica pelo menos até à próxima quinta-feira (21 de Março), por isso existe o risco da situação ser ainda mais catastrófica. Os países vizinhos também estão a ser afetados por chuvas torrenciais e abrindo as comportas das suas barragens trarão ainda mais cheias a Sofala. O Presidente de Moçambique já reportou que acredita que o número de mortes em Moçambique poderá ter já excedido os 1.000 mortos.

Não temos palavras para o que aconteceu, os nossos corações estão destroçados e o nosso pensamento tem estado constantemente em Moçambique desde a tragédia. As comunicações são praticamente inexistentes, por isso ainda não há notícias de muitos amigos. Famílias estão desesperadas a tentar receber notícias dos seus entes queridos.

É precisa ajuda urgente. A situação no interior da Província de Sofala (distritos do Búzi, Chibabava e Machanga), onde eu trabalhei com a Associação Esmabama é também de desolação. Rios apossaram-se dos campos de cultivo (praticamente o único meio de subsistência das populações), estradas desapareceram, outras estradas têm o acesso muito difícil, palhotas e casas estão destruídas ou sem telhado, os estudantes das Missões dormem debaixo das árvores que resistiram, árvores foram arrancadas, existe uma enorme urgência de comida entre as famílias, comunidades circundantes estão completamente inundadas, as pessoas estão a beber água do rio que se encontra extremamente turva e onde há corpos a flutuar, o risco de cólera é extremo, apenas para mencionar algumas situações.

A todos aqueles que possam ter contactos ou eventualmente conhecer alguém para acionar ajuda, por favor repassem.

É impossível descrever a situação que realmente se faz sentir em Moçambique. É uma catástrofe. A Província de Sofala precisa de ajuda urgente, cada minuto conta!

Para todos aqueles que querem ajudar pelo mundo, existem três formas de que tenho conhecimento até agora:

A partir de uma ONG parceira de Esmabama, a Uniamo Le Mani, já possível canalizar fundos para os distritos pobres do Búzi, Chibabava e Machanga, drasticamente afetados por esta catástrofe e destruição provocados pelo Ciclone Idai.

A Uniamo Le Mani está a receber os fundos e a fazê-los chegar a Moçambique. Esmabama trabalha diretamente com as populações carenciada. Eu e o meu marido trabalhámos com eles e posso assegurar que são de extrema confiança e são incansáveis com estas populações mais necessitadas. Abaixo os dados para donativo. Cada contribuição é muito importante e vai fazer a diferença.

Titular/ Account Holder/ Titolare: Uniamo Le Mani – Onlus
Conta/ Bank Account/ Numero: 0105428357
IBAN: IT40W0200801060000105428357
Banco/ Bank/ Banca: Unicredit
Agência/ Branch/ Agenzia: Piazza Rebaudengo 6 – Torino – Italy
SWIFT: UNCRITM1AF0
Motivo/ Purpose/ Causale: Esmabama Emergency Relief – Mozambique

  • Cruz Vermelha Portuguesa (transferência bancária para PT50 0010 0000 3631 9110 0017 4 ou mais informações aqui)

Hoje deixamos-vos algumas fotografias incríveis do maravilhoso país que é Moçambique, em particular a região da Beira, mas infelizmente neste mesmo dia tudo está destruído e com cheias…

Genuine smiles in Mozambique // Sorrisos genuínos em Moçambique
Growing crops before Idai destruction (Nhamatanda) // Cultivando os campos antes da destruição do Idai (Nhamatanda)
  • Magic tree in Mangunde before Idai destruction // Árvore mágica em Mangunde antes da destruição do Idai
  • Baob tree before Idai destruction (Mangunde) // Embondeiro à entrada da Missão de Mangunde antes da destruição do Idai
  • Life by the river before Idai destruction (in Mangunde) // Vida junto ao rio antes da destruição do Idai (em Mangunde)
  • Barada mission defore Idai spreading destruction // Missão de Barada antes do Idai espalhar destruição
Fishing villages before Idai destruction (Beira) // Aldeias de pescadores antes da destruição do Idai (Beira)
  • Different images of Beira by the ocean before Idai destruction
Nhangau before Idai destruction // Nhangau antes da destruição do Idai
  • Savane before Idai destruction
Savane before Idai destruction // Savane antes da destruição causada pelo Idai
Ferry boat to cross river Búzi before Idai spreading destruction // Batelão sobre o rio Búzi antes do Idai espalhar destruição
  • Manga Chingussura (Beira) before destruction caused by Idai
Kids on the way to school (Estaquinha) before Idai’s destruction // Crianças no caminho para a escola (Estaquinha) antes da destruição do Idai
Palm trees in Barada before Idai destruction // Coqueiros em Barada antes da destruição causada pelo Idai
Happy footbal game in Macuti, Beira before Idai spreading destruction // Jogo feliz de futebol em Macuti, Beira, antes do Idai espalhar destruição
Life by the river and sea before Idai spreading destruction (Savane) // Vida junto ao rio e ao mar antes do Idai espalhar destruição (Savane)
Follow and like us:
Posts created 38

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Related Posts

Begin typing your search term above and press enter to search. Press ESC to cancel.

Back To Top